.

.
Dálmatas e Chinese Crested Dog

segunda-feira, 13 de março de 2017

CÃES MERLE - A VERDADE POR TRÁS DE UMA COR



Na tentativa incansável de brincar de Deus, o ser humano  está sempre inventando novos métodos de obter cães exóticos, com diferentes combinações de cores de pelagem. olhos e trufa. A idéia é criar um cão diferente que agrade um público distinto que paga muito para ter um cão original e que acaba sustentando uma fábrica de aberrações.

O Merle é um padrão de pelagem, aceito em algumas raças caninas,que causam um efeito "marmorizado". A pelagem é uma combinação de áreas com coloração normal e áreas despigmentadas ou com coloração diluída de forma irregular.

O gene que ocasiona este tipo de pelagem é conhecido como gene "M" ou "gene merle". Tem origem na mutação de genes pleiomórficos e pode acarretar diversos problemas de saúde. É um gene autossômico de dominância incompleta e por isso há diferença no fenótipo do homozigoto e do heterozigoto.
O gene Merle foi identificado no cromossomo canino 10 (CFA10) e possui 2 alelos "M" e "m"
- "M" - é o alelo responsável pela coloração merle na pelagem (gene dominante)
- "m" - alelo recessivo que acarreta coloração normal.
Deste modo, um indivíduo de coloração normal terá genótipo "mm" e o indivíduo de colaração merle poderá ter genótipo "Mm" (heterozigoto ou single merle) ou "MM" (homozigoto ou double merle).

A homozigose, também chamada de duplo merle  ocasiona uma séria incapacidade de produzir pigmentos, deixando grandes áreas brancas (despigmentadas).Como os pigmentos são  essenciais para o funcionamento normal de algumas partes do corpo, a sua ausência acarreta diversas patologias relacionada especialmente a olhos e ouvidos.
De forma similar,cães homozigotos para o gene piedbold (Sp) tais como o bull terrier, bulldogue francês, boxer e dálmata, também podem apresentar problemas similares aos observados no duplo merle, especialmente a surdez (leia mais em surdez x genética)

Agora vamos começar a complicar um pouco. Existem genes epistáticos que são capazes de inibir o gene merle ou seja o cão poderá ter pelagem normal mas por ser portador do gene merle é capaz de produzir filhotes merle. Este tipo de epistasia é  aparentemente comun nas raças chihuahua e spitz alemão anão.
Cães com o gene merle oculto ao contrário do merle tradicional não apresentam sérios problemas de saúde. O maior problema, do ponto de vista genético, é que estes cães serão registrados como não merles erroneamente.

O gene merle é responsável por ocasionar diversas deformidades oculares, principalmente quando em homozigose (double merle). Isto ocorre pois durante a fase embrionária (no início da gestação ) a origem das células responsáveis pela formação dos olhos  é a mesma daquelas que irão formar os pigmentos. Deste modo, um gene que afete as células pigmentares acaba, de forma anômala também afetando os olhos.
Os problemas mais comumente observados são
- pupilas de formato irregular
- subluxação de pupilas (pupilas não centralizadas)
- microftalmia (olhos muito pequenos e não centralizados)
- aumento da pressão intraocular
- ametropia (falha na refração ocular que dificulta a nitidez da imagem na retina)
- coloboma (presença de uma fenda em alguma estrutura do olho como iris, pálpebra, retina, nervo óptico e coróide)

neonato de chihuahua de pelagem merle com má formação de olhos e caixa craniana incompleta

coloboma em cadela merle homozigoto vermelha 

cão merle vermelho homozigoto com má formação congênita do globo ocular esquerdo e ausência do direito 


neonato de cão de pelagem merle com má formação 
fonte: www.pinterest.com


A pergunta é: vale a pena o risco ? vale a pena ver tantos exemplos de cães com problemas sérios de saúde, cegos e surdos apenas pelo prazer de se conseguir uma animal diferente ? Até que ponto a ganância dará lugar a uma postura mais ética visando o bem estar e a geração de cães saudáveis ?

Espero que o texto faça muitos refletirem antes de cruzar seus cães ou de quererem comprar um filhotinho lindo e  exótico e patrocinar a formação de outros tantos que ninguém divulga. Fica aqui o meu recado.

5 comentários:

  1. Mas em raças como Border collie e Pastor australiano é muito comum esta pelagem. Sendo estas duas raças bastante rusticas os riscos acima mencionados são os mesmos?

    ResponderExcluir
  2. Bom dia!

    Parabéns pelo texto!

    Muita gente não pesquisa antes de comprar, isso é triste!
    Atualmente a coloração merle não é mais aceita nos spitz pelo padrão oficial da raça.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns....muito bom...abraços Maynard

    ResponderExcluir
  4. o meu CONAN é merle , lindo perfeito , graças a Deus. porém , sabendo de tudo isso , por isso que nunca cruzei ....

    ResponderExcluir